12/02/12

Samba para Linux acessar Windows e vice-versa



Samba no Linux
O objetivo dessa dica é disponibilizar uma configuração muito simples do Samba que vai permitir que usuários no Linuxacessem um diretório do Windows e que usuários no Windows acessem um diretório do Linux.

Muito útil para transferir arquivos e fazer backups.

A dica foi testada numa pequena rede com um Slackware Linux 12.1 e com 3 máquinas Windows XP Professional, tudo em um roteador.

Se você não tem o Samba no seu Linux, instale-o.

Para distribuições baseadas em Debian Linux, um simples:

# apt-get --install samba

deve resolver.

O Slackware padrão vem com o Samba instalado.

Antes de tudo, crie um arquivo com o nome de smb.conf com o seu editor de texto preferido. Exemplo:

# mousepad smb.conf

e cole nesse arquivo o conteúdo abaixo:

[global]
workgroup = MSHOME
server string = Servidor Linux
security = share
hosts allow = ALL
load printers = no
log file = /var/log/samba.%m
max log size = 50
socket options = TCP_NODELAY
interfaces = XXX.XXX.X.X
local master = no
domain master = no
preferred master = no
dns proxy = no
encrypt passwords = yes
read only = no
netbios name = slackware
read only = no
[rede]
path = /home/rede
guest ok = yes
public = yes

Modifique o interfaces = XXX.XXX.X.X colocando o endereço IP da sua máquina Linux ao invés de XXX.XXX.X.X.

Para ver o seu IP use o comando:

# ifconfig

Salve o arquivo em /etc/samba/.

Perceba que o grupo de trabalho escolhido foi o MSHOME, o padrão do Windows. Todas as máquinas Windows devem estar no mesmo grupo.

Agora você precisará criar dois novos diretório. Um com o nome rede em /home e outro também com o nome rede em /mnt. Os comandos são:

# mkdir /home/rede
# mkdir /mnt/rede


O primeiro será o diretório do Linux que será compartilhado e o segundo será o ponto de montagem que receberá o conteúdo do diretório compartilhado do Windows.

Pronto, a parte mais difícil foi feita. Agora para que o Samba seja executado ele precisa se tornar executável. Use o comando:

# chmod +x /etc/rc.d/rc.samba

Depois de tornar o Samba executável, inicie-o com o seguinte comando:

# /etc/rc.d/rc.samba start

Se quiser parar o Samba use o comando:

# /etc/rc.d/rc.samba stop

Se o seu rc.samba fica em outro lugar, você poderá encontrá-lo com o comando:

# find / -name rc.samba

OK!

Tudo deve estar funcionando agora. Em Locais de Redes do Windows, deve aparecer dentro do grupo MSHOME o atalho para o diretório do Linux. Agora, como acessar o Windows pelo Linux? Simples, basta montar o diretório com o comando:

# mount -t cifs -o guest //IP/pasta /mnt/rede

IP = ip da máquina Windows
pasta = pasta da máquina Windows que está compartilhada.

Exemplo, aqui eu fiz:

# mount -t cifs -o guest //XXX.XXX.XX.XX/shareddocs /mnt/rede

O XXX.XXX.XX.XX é o IP de uma das minhas máquinas Windows e o shareddocs é o nome da pasta compartilhada do Windows.

Isso fará com que o conteúdo da pasta compartilhada do Windows seja mostrado no diretório /mnt/rede do Linux.

Agora que tudo está configurado, basta executar o Samba quando quiser.

Boa sorte!

Fonte:http://www.vivaolinux.com.br/dica/Samba-para-Linux-acessar-Windows-e-viceversa

Nenhum comentário:

Postar um comentário